sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Começo de 2015....

A Passagem de ano foi ótima! Os dias de descanso pela Costa Vicentina foram muito bons. Adoramos aquela zona e sempre que podemos vamos até lá refugiarmos-nos para recarregarmos as baterias do stress diário.

Entrei bem em 2015. Espero que seja um ano tão bom ou melhor ainda que 2014! Tenho fé que possa ser melhor!

Mas começo 2015 com o meu lado reivindicativo em altas. Sou por natureza uma pessoa reivindicativa e muito pouco (para não dizer NADA) acomodada. E tenho muita pena de infelizmente estar inserida numa sociedade onde o povo acomoda-se de tal maneira que aceita, sem se manifestar, as condições precárias de trabalho a que estão sujeitos, sem lutarem pelos seus direitos; de se acomodarem à situação política existente, exercendo muito mal, para não dizer PESSIMAMENTE o seu direito de voto (isto aqueles que votam, pois há aqueles que nem isso o fazem)! Às vezes sinto mesmo vergonha desta sociedade, onde está tudo bem, aceita-se tudo e a verdade é que o país está cada vez pior.
Sempre fui assim, com o meu lado reivindicativo ao de cima, a minha avó em tom de brincadeira até costuma dizer que se vivêssemos no tempo da PIDE, que eu já tinha sido presa! Ela tem razão, provavelmente era o que já me tinha acontecido! Contudo, derivado à minha experiência profissional anterior, a rescisão por justa causa por salários em atraso,  e tudo o que tem vindo a acontecer em torno desse longo e interminável processo, onde nos sentimos impotentes, onde vemos uma instituição IPSS, um partido (PCP) e uma grande instituição (a SEGURANÇA SOCIAL) a fazerem-nos a vida negra, a cometerem as maiores irregularidades e incongruências que possam imaginar, para que eu e outras colegas não venhamos a receber o dinheiro que a IPSS nos deve, deixam-me deveras ainda mais desiludida com este país e com  a maioria do povo que leva a vida a acomodar-se sem reagirem.
Assim e tendo em conta a minha situação profissional atual, começo 2015 com a frase Uns Roubaram-me e Outros Escravizam-me! É o magnifico país e entidades empregadoras que temos, que se fazem valer da conjuntura política atual para ainda fazerem pior aos trabalhadores!

Para compensar, entro em 2015 com o coração cheio de amor e sendo muito amada! "Deus escreve direito por linhas tortas!".

2 comentários:

  1. Enfim, tens amor que já não é mau e é uma excelente forma de iniciar o ano. :)

    ResponderEliminar
  2. Exato! :) olha antes isso que nada.....

    ResponderEliminar

Deixa aqui a tua critica ao meu filme de longa metragem!