segunda-feira, 2 de abril de 2018

Página de facebook!

Toca a pôr gosto na página de facebook....

https://www.facebook.com/longametragemvida/


Boa noite, beijinhos :)

5 anos...

5 anos em que perdi o chão e não o voltei a encontrar!
5 anos em que as certezas passaram a incertezas e as dúvidas passaram a ser uma constante!
5 anos em que o alívio deu lugar à constante ansiedade, aquela que me faz carregar diariamente um peso nas costas; aquela que tantas vezes rouba-me o sorriso e põe-me a lágrima a cair.
5 anos de saudades, em que oxalá o tempo pudesse voltar atrás!

1,2,3,4,5.... quantos mais terão de passar até voltar a encontrar o meu chão?

quarta-feira, 7 de março de 2018

Quando a lágrima teima em cair...

Quando a lágrima teima em cair... respira-se fundo e faz-se força para que ela não caia. Mesmo assim ela é teimosa e teima em cair, mas só se deixa que ela caia mais tarde. Mais tarde, pois agora há coisas mais importantes para fazer! Mais tarde porque agora tem que se fazer de conta que se suporta tudo e não se pode mostrar que se está de luto! Um luto que teima em não passar, assim como a lágrima teima em cair! Vive-se em contradição, e isso cansa!
Cansa não aparecer a mudança, aquela que talvez ajude a superar o luto! Aquela que talvez ajude a andar para a frente, sem se ficar presa ao passado! Aquele passado longínquo mas ao mesmo tempo tão recente, tão fresco que dói só de lembrar!
Hoje a lágrima teimou em cair, mas respirou -se fundo e só se deixou que ela caísse mais tarde!
Porque ontem entrou "fresh air" mas hoje voltou tudo ao mesmo! A mesma ânsia de mudança, a mesma contradição, a mesma revolta, aquela que teima em perseguir!

domingo, 28 de janeiro de 2018

Uma semana que merece ficar escrita... pela carga de emoção que teve!

Esta semana foi repleta de emoções,  com episódios que merecem ficar escritos, para mais tarde recordar...
Dois malucos resolveram embarcar na aventura de passar uma noite (praticamente em claro) para tentarem comprar bilhetes para o concerto dos U2. Digo tentarem pois no momento H não conseguiram! Que merda!!
Durante a madrugada de quinta para sexta de 2 em 2 h os malucos tinham que comparecer, à porta de uma loja Meo, para marcarem a presença na lista, que era demasiado grande para a quantidade de bilhetes que havia... mas várias pessoas foram desistindo o que para nós foi ótimo e lá íamos subindo de posto. Durante a noite, funcionários da Meo foram distribuíndo gorros, mantinhas, fruta, pacotes de bolachas e aguinha, para os coitadinhos suportarem a espera com outro alento!
De manhãzinha distribuiram senhas para depois efetuarem a chamada para a compra dos bilhetes! Estava quase, quase a chegar o momento.... ainda desistiram 2 pessoas já perto do momento H o que nos deu mais alento. Mal começaram a chamar o pessoal para comprar os bilhetes, começou a correr o zum zum de que os bilhetes mais baratos já tinham esgotado e que agora só haviam bilhetes de 200 euros. Eu, levei o tempo todo a tentar convencer-me de que iríamos gastar 400 euros em bilhetes, mas já que tinhamos chegado até aqui, não íamos abalar dali de mãos a abanar! Começaram a anunciar que já haviam pouquíssimos bilhetes (aí sim comecei a ficar com medo de que não chegassem para nós,  e estávamos a um passinho de conseguir comprar) mas lá chamaram o nosso número e lá  vou eu a passos largos até que o polícia se põe à minha frente e diz que só havia 1 bilhete! Foda-se nós éramos 2, como é que havia só 1 bilhete? Caramba, "morremos na praia", o que custa ainda mais!!
Pronto e ainda estamos a digerir toda a situação!
E como já era de esperar, os U2 reagendaram outro concerto, e lá iremos nós tentar a nossa sorte, again!
Aspetos curiosos desta aventura: a malta conseguir ser mais cigana que eu sei lá o quê. .. malta que está bem atrás da fila mas consegue fazer a cabeça dos outros para comprarem bilhetes para eles, e o melhor é que no fim safam-se com uma pinta desgraçada.
Polícias que iam fazer a ronda de 2 em 2h, para que um polícia,  que estava ao serviço, marcar a sua presença na compra dos bilhetes! WTF? Então está  ao serviço e faz uma coisa dessas?
Polícias a gozarem com os coitadinhos que estavam ao relento... vão mas é todos dar uma volta (e é para não dizer pior)...

Outro episódio marcante desta semana:
No mês de Dezembro recebemos um convite, via email para apadrinharmos uma criança institucionalizada. Esse apadrinhamento consistia em oferecermos-lhe prendinhas de natal. Aceitámos o convite, sem hesitar, e deram-nos alguns dados: o nome da menina, idade, número que calça, que veste, bem como as prendinhas que gostaria de receber no natal.
Foi com muito carinho que lhe comprámos as prendas, e as deixámos na instituição. Disseram-nos que em janeiro fariam um pequeno lanche convívio para conhecermos a menina. E lá fomos ontem conhecê-la... para mim foi muito emocionante. Uma experiência que me faz pensar muito na vida, na minha e na dos outros. Imaginar o que estas crianças já não devem ter sofrido, por terem sido retiradas à família, e sabe-se lá em que contextos foram retiradas.
Um dia destes disseram-me que para as crianças não seria bom fazerem isto, mas não consigo ver as coisas assim. Foi bom porque tiveram oportunidade de receber prendas de natal, tal como as outras crianças, caso contrário sabe-se lá se alguém lhes teria oferecido alguma coisa... foi bom porque ontem poderam confraternizar com outras pessoas, fizeram um espetáculo em que muitas delas cantaram para nós.  Será bom porque de vez em quando iremos lá visitá-la, dar-lhe um beijinho, dar-lhe a atenção  que nem sempre terá.
Mexeu muito comigo, acho que mais comigo do que com a criança... vim com as lágrimas nos olhos e o coração apertado e muita vontade de lá voltar. E lá voltarei, em breve, muito em breve certamente!☺

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Resoluções de Ano Novo...

Não tive cá tempo para isso.... para fazer as ditas resoluções para o ano novo. Na verdade, encaro o fim deste ano e o começo do outro com uma grande naturalidade. Apenas preocupei-me (e foi pouco) em arranjarmos programinha para a passagem de ano.
Sobre desejos, objetivos, metas... peço muita saúde para mim, para o marido e para a família, e que me sinta bem mais realizada do que aquilo que me sinto. O resto, o resto vem com o tempo, com a fé  e com a capacidade em lutar pelo que quero!
2017 foi um bom ano, apenas faria uma pequenina mudança e teria sido perfeito!
Bom ano a todos, lutem pelo que querem, não baixem os braços e sejam muito felizes 💖💖❤🎀

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Coimbra, 2 de dezembro de 2017

Está frio, mas um pouco menos daquilo que pensei. Estou num jardim com muitas  flores de outono  e alguns "amores perfeitos" (flores).
O marido foi a uma formação e eu estou à  espera que ele chegue para irmos almoçar a uma pizzaria, que está mesmo à minha frente.
Tenho andado a explorar a cidade, tal como já fiz noutra ocasião que aqui estivemos, vindos também com o objetivo dele ir a uma formação.
Ainda não tive tempo de ir a todos os sítios que fui da outra vez, pois saí há pouco do hotel.
Sabe muito bem estar numa cidade diferente, respirar outros ares e simplesmente partir à descoberta, sem ver ninguem conhecido (essa será, sem sombra de dúvida, a melhor parte desta viagem!)
Os dias têm corrido a fugir e o natal está quase a chegar, o volume de trabalho aumenta, o que causa um maior stress, mas organizada como sou, mais uma vez darei conta disso.
Mas não quero falar disso, apenas "tentar" limpar a mente e usufruir destes bocadinhos deliciosos!
Já entrei no Mosteiro de Santa Cruz,  rezei e agradeci por estar cá e pelos "meus" estarem bem de saúde.
Uma pequena pausa agora para o almoço...!

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

O dia hoje...

O dia hoje acordou cinzento,  tal como eu!
O dia hoje ameaçou chover, tal como eu ameacei chorar!
O dia hoje é de nostalgia, recordações  e acima de tudo o dia hoje é de saudades!
Temo que tenham de passar muitos mais anos para que a saudade acalme.
Gostava que já tivesse acalmado, para que não sentisse o que sinto, mas continuo na minha fase de luto. Um luto longo e duro que teima em não passar!
                                     * 10 anos*