segunda-feira, 22 de junho de 2015

Desiludi-me com os Polícias...

É verdade! Eu que defendo sempre a Polícia quando a malta comenta as notícias na Tv, que eles são isto e aquilo, que abusam da autoridade que têm... no Sábado desiludi-me com esta classe! Vínhamos nós de Sevilha depois de um belo passeio, na"paz do Senhor" super relaxados, quando parámos na cidade do "Móh" para comprar camarões para o jantar... O namorado parou o carro em segunda fila e eu fiquei dentro do carro. Estava eu na tal "paz do Senhor" quando me pára um carro ao pé do vidro. Eram os senhores Polícias! Um arrogante disse-me para tirar o carro dali que estava a perturbar o trânsito. Foi tão bruto a falar que nem tive oportunidade de lhe explicar que o meu namorado estava já a vir da loja. Saí do lugar de pendura e pus-me ao volante aflita pois se abalasse dali o meu namorado quando voltasse não me iria encontrar e nem tão pouco tinha levado telemóvel com ele. Bem, lá ajeitei o banco à minha medida, pus o cinto, sempre a rezar para que ele viesse da loja e ia-me pôr à estrada mas… primeiro não podia pois os senhores Polícias, que parecia que tinham chegado ao Faroeste pararam o carro no meio da estrada com a pressa de irem multar os outros carros que estavam parados, sozinhos em segunda fila. Mas assim que se aperceberam que eles é que estavam a afetar o trânsito encostaram na berma, mas eu continuava sem conseguir sair dali porque os carros que estavam na fila começaram a ultrapassar-me, logo como é óbvio, eu não me podia fazer à estrada!! Nisto, que juro que nem passou 5 minutos, o namorado lá sai da loja, e eu chamei-o para ele vir rapidamente e assim foi, ele meteu-se no carro e eu lá consegui arrancar! Quando ia a passar pelo Polícia "arrogante" ainda lhe ia acenar numa de adeus quando o filho da pu** me manda parar e disse que me ia multar pois ele tinha-me mandado tirar dali o carro e eu tinha ficado à espera do meu namorado! Fiquei parva! E o cabrão não me deixava falar até que eu tive que levantar um pouco mais o tom de voz e explicar-lhe que com a fila que estava eu não conseguia tirar dali o carro!! O meu namorado que graças a Deus é uma "paz de alma" ainda gozou com a situação e num tom calmíssimo pergunta ao Polícia aonde é que nos queria multar, se ali ou se mais à frente! E o anormal diz que podíamos seguir que a multa ía para casa. E o namorado não faz mais nada. Agradece e diz para ele não se preocupar que ele é advogado e logo trata do assunto!
E pronto, apanhei uma camada de nervos e pela primeira vez na vida apanhei uma mega desilusão pois nesta situação, eles não deram "abébia" nenhuma a ninguém e só ali foram para a tão famosa "caça à multa", até porque a esquadra é ali a dois passos. Foi só preciso irem à rua, espreitarem e pegarem no carro armados em cowboys e pararem no meio da estrada! Fiquei triste, muito triste, pois fiquei com uma ideia deles que não queria ter! 
Ao senhor "boca d'aço" (o senhor tinha aparelho nos dentes! Só via o aparelho a luzir naquela boca mal educada) desejei-lhe uma santa caganeira nessa noite... Espero que tenha gostado!

2 comentários:

  1. Um dia conto-te a minha história com a polícia na Áustria. :D

    ResponderEliminar

Deixa aqui a tua critica ao meu filme de longa metragem!